Como facilitar a vida do seu cliente de arquitetura?
Publicado por | 22/08/2017

Como facilitar a vida do seu cliente de arquitetura?

O arquiteto é um profissional que trabalha com sonhos. É por isso que o cliente de arquitetura sempre tem uma grande expectativa quanto ao resultado final do projeto. Lidar com essa expectativa nem sempre é fácil, já que as pessoas são diferentes umas das outras e muitas vezes não entendem a parte técnica do trabalho do arquiteto.

Você, como profissional, tem a difícil tarefa de chegar ao equilíbrio entre o que seu cliente deseja e o que é possível executar. Nesse sentido, é possível adotar algumas práticas para conhecer melhor o seu cliente, sua motivação e o que ele realmente espera do seu trabalho.

Entender bem o cliente é a melhor maneira de facilitar a vida dele durante o projeto, aumentar seu grau de confiança e garantir a sua satisfação. Para ajudá-lo nisso, separamos essas dicas para facilitar a vida do seu cliente de arquitetura — e a sua também. Confira!

Comece com um briefing bem elaborado

Para começar, visite o local junto com o cliente e peça que ele explique detalhadamente tudo o que deseja ali. Ouça com atenção e anote todas as suas necessidades e os seus desejos: isso vai fazer parte do seu briefing.

Nesse momento, aproveite para fazer todas as perguntas necessárias para a elaboração do projeto com o menor risco de falhas possível. Para isso, questione sobre quantas pessoas vão viver ou trabalhar no local, qual vai ser a rotina delas, quais os equipamentos e recursos audiovisuais necessários, quanto o cliente pensa em investir no projeto e tudo o que possa servir como base para você.

É nessa etapa também que você vai coletar as informações técnicas que o cliente pode não saber informar, como as características do terreno e da região e as obrigações legais do segmento (no caso de um empreendimento comercial).

Faça um alinhamento de expectativas

O primeiro alinhamento de expectativas deve ocorrer na ocasião em que o arquiteto está no local da obra, elaborando o seu briefing. Ressaltamos que nesse momento não é apenas o cliente que deve falar. O arquiteto deve escutar tudo o que ele tem a dizer, mas também dar a sua opinião e fazer as considerações necessárias para chegarem a um consenso.

Alinhar expectativas significa entender o que o cliente solicitou e verificar as possibilidades físicas, técnicas e financeiras de realização. Quando houver solicitações inviáveis, cabe ao arquiteto explicar detalhadamente o motivo e encontrar a maneira mais adequada de realizar o projeto, sempre o mais próximo possível do que o cliente sonha. O importante aqui é não prometer o que não pode cumprir.

Defina um orçamento

Nem sempre o valor que o cliente tem disponível para investir no projeto é o valor do que ele deseja. Por isso, pergunte antecipadamente o seu orçamento médio e, depois de analisar o local e o tipo de projeto esperado, defina um orçamento.

A dica aqui para o momento do orçamento é fazer com que o cliente valorize o seu trabalho e entenda que tudo o que você está propondo tem base em seu conhecimento e sua experiência na área. Você é um especialista.

Conte com a ajuda da tecnologia

Atualmente existem diversos aplicativos que facilitam o trabalho do arquiteto e ainda permitem que ele compartilhe todo o processo de pesquisa, distribuição de funções e realização das etapas do projeto com o seu cliente.

Busque algum aplicativo de organização que o ajude a gerir o seu projeto e compartilhe-o com o seu cliente de arquitetura. Ele vai ficar feliz em poder acompanhar mais de perto o andamento das coisas, sem precisar ficar ligando para você a todo momento. Experimente!

Gostou deste artigo? Veja também os 5 aplicativos que todo arquiteto precisa conhecer!